Antropologia Médica Vitalista: uma ampliação ao entendimento do processo de adoecimento humano

A Antropologia Médica estuda os fatores que influenciam o processo saúde-doença, incluindo os aspectos biossocioculturais e os variados sistemas de saúde. Seguindo o objetivo intrínseco de estudar o homem em sua pluralidade, a Antropologia Médica Vitalista fornece subsídios filosóficos para uma ampliação do entendimento do processo de adoecimento, analisando o mecanismo saúde-doença em conformidade com a estrutura ontológica humana. Para aprofundar essa perspectiva, confira a publicação do Prof. Dr. Marcus Zulian Teixeira.

Teixeira, M. Z. (2017). Antropologia Médica Vitalista: uma ampliação ao entendimento do processo de adoecimento humano. Revista De Medicina, 96(3), 145-158. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v96i3p145-158

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *