Curso – Espiritualidade e Saúde Mental em diálogos com Filosofia, Literatura e Ciência

Em tempos de pandemia, pós-pandemia e emergência de um “novo normal” planetário, a saúde mental dos indivíduos em quarentena se tornou um dos principais temas da área da saúde, somado a outros igualmente relevantes.

Em termos práticos e linguagem acessível, este curso proporciona instrumentos para um olhar mais humanizador e espiritualizado ao profissional da saúde e demais interessados de outras áreas, a partir de diálogos dinâmicos com Filosofia, Literatura e Ciência.

Duração

  • 6 módulos com duração de 8 horas cada

Coordenação

  • Prof. Dr. Frederico Camelo Leão

Público-Alvo

  • Profissionais da saúde em geral
  • Residentes (médicos e multiprofissionais)
  • Estudantes de graduação (a partir do 3° ano).

Informações e Inscrições

escritoriodeprojetos.ipq@hc.fm.usp.br
+55 11 2661-8046
www.ceip.org.br

Investimento

Inscrição R$100
Valor para estudantes de graduação: R$1.200 (6 x R$200)
Valor para pós-graduandos: R$1.500 (6 x R$250)
Valor para profissionais: R$2.100 (6 x R$350)
Valor para cada módulo avulso: R$500

MÓDULOS

Módulo 1
Leitura e escrita criativas como exercícios de espiritualidade e saúde mental

  • datas: 30 e 31 de janeiro
  • formato: online
  • ministrante: Profa. Dra. Márcia Fusaro

30 de janeiro – Sábado – manhã (4 horas)
Estabelecendo vínculos conceituais entre leitura, escrita, espiritualidade e saúde mental:

  • Como diferenciar a leitura e a escrita de qualidade daquelas de má qualidade?
  • Qual a importância da Literatura (com L maiúsculo) para a emancipação intelectual e espiritual do indivíduo?
  • É possível se (re)educar para gostar de ler e/ou escrever como um exercício de espiritualidade e saúde mental aplicado ao cotidiano?

31 de janeiro – Domingo – manhã (4 horas)

  • Qual o papel dos diários, cartas e memórias na Literatura e quais seus diálogos possíveis em tratamentos vinculados à espiritualidade e à saúde mental?
  • Exercícios práticos de leitura e escrita criativas baseados em textos de grandes autores.

Módulo 2
Espiritualidade, Ciência e saúde mental: uma abordagem filosófica.

  • datas: 27 e 28 de fevereiro
  • formato: aulas online
  • ministrante: Prof. Ms. Alberto Cabral

27 de fevereiro – Sábado – manhã (4 horas)
Estabelecendo pressupostos:

  • Definições e interfaces: Filosofia, Ceticismo, Ciência, Espiritualidade.
  • O pensamento filosófico como exercício espiritual.
  • Qual a importância da Filosofia como mediadora do componente espiritual na prática clínica e científica voltada à saúde mental?
  • O ceticismo filosófico como instrumento de mediação entre as percepções e a necessidade de acreditar.

28 de fevereiro – Domingo – manhã (4 horas)

  • A importância da investigação metódica filosófica e suas aplicações na relação cotidiana entre profissionais da área da saúde e pacientes sobre os temas da espiritualidade e da saúde mental.
  • Sócrates – o investigador – o questionamento metódico dos preceitos e dogmas assumidos como “verdades” e a conquista de um “estado de dúvida” como instrumento de viabilização da possibilidade de descoberta do novo.
  • A maiêutica socrática (teoria das lembranças imateriais) sob o viés sincrônico e anacrônico e seus paralelos contemporâneos.
  • A ética “da alma” segundo os conceitos helênicos de cosmos e logos no pensamento socrático.
  • Aristóteles – o organizador – enxergando o mundo como um sistema de categorias e relações, questiona os absolutos de seu tempo e integra a alma ao princípio de movimento em sua Física e estabelece a Metafísica como parte da natureza.
  • A herança da lógica aristotélica e de seus silogismos na formação de nossos modelos de entendimento e ajuizamento a respeito do mundo.
  • Quais os diálogos possíveis entre as filosofias de Sócrates e Aristóteles relacionados às questões da espiritualidade e da saúde mental?

Módulo 3
Intuição, inventividade e o cuidar de si: perspectivas de saúde mental e espiritualidade.

  • datas: 27 e 28 de março
  • formato: online
  • ministrante: Profa. Dra. Ana Maria Haddad Baptista

27 de março – Sábado – manhã (4 horas)
Intuição e espiritualidade pela ótica de Bergson. O eu superficial e as possibilidades do eu profundo que materializam as grandes criações e invenções de artistas e cientistas. As principais distinções entre invenção e criação na perspectiva de Deleuze. Tempo-Memória enquanto fundação ontológica do ser: memória individual e memória coletiva. Caracterização do contexto histórico da Antiguidade Grega e o possível modelo de subjetividade. A teoria da reminiscência em Platão para se pensar questões de cognição e conhecimento.

28 de março – Domingo – manhã (4 horas)
Leitura e análise de alguns textos platônicos que conduzam a questões de uma teoria do conhecimento. Investigação sobre a hermenêutica do sujeito: o cuidar de si sob a perspectiva de Foucault. Distinção entre meditação e introspecção. O exercício do pensamento buscando respostas a possíveis formas de uma existência mais plena em função do conhecimento de si. As concepções de Kant a respeito do tempo e espaço conduzindo para uma nova concepção de temporalidade, subjetividade e se pensar em que medida o homem é um ser interior ao tempo. Análise de fragmentos da obra A Montanha Mágica, de Thomas Mann, para se refletir alterações de comportamento mental e percepção temporal em um sanatório, assim como as insuficiências humanas para se reconhecer outras formas de existir.

Módulo 4
Leitura e escrita criativas como exercícios de espiritualidade e saúde mental.

  • datas: 24 e 25 de abril
  • formato: online (com possibilidade de ser presencial)
  • ministrante: Profa. Dra. Márcia Fusaro

24 de abril – Sábado – manhã (4 horas)

  • Qual o destino da leitura e da escrita na era da tecnologia?
  • Quais as mudanças implícitas no conceito de leitura relacionado ao período contemporâneo ligado às redes sociais e às novas tecnologias?
  • Quais as possíveis influências desse contexto de mudanças na espiritualidade e na saúde mental dos indivíduos expostos a essas novas formas de leitura e escrita?

25 de abril – Domingo – manhã (4 horas)
Em que medida a leitura e a escrita podem se tornar instrumentos de (auto)conhecimento e saúde mental guiados pela curiosidade, a poética do viver e a espiritualidade?

  • Exercícios práticos de leitura e escrita criativas baseados em textos de grandes autores.

Módulo 5
Espiritualidade, Ciência e saúde mental: uma abordagem filosófica.

  • datas: 29 e 30 de maio
  • formato: aulas online (com possibilidade de ser presencial)
  • ministrante: Prof. Ms. Alberto Cabral

29 de maio – Sábado – manhã (4 horas)

  • Leibniz – o harmonizador – e seu princípio de harmonização universal como base de uma espécie de unificação existencial do todo com manifestações de individualidades monádicas (espirituais), base geradora de um dualismo aparente e não-causal em que o aspecto material seria uma ilusão.
  • Como uma harmonia entre elementos díspares pode assumir uma aparência ilusória de unidade e chegar ao ponto de ser funcional e convincente o bastante para assumir valor de “verdade”?
  • Descartes – o hiperbólico – e sua dúvida metódica absoluta, que conduz à crença (questionável) em um único preceito absoluto como solução para sair do isolamento existencial da paralisante dúvida hiperbólica.
  • O mecanismo da dúvida sistêmica e o questionamento dos sentidos e percepções.
  • Questionando a possibilidade de assumir o pensar como garantia existencial.
  • Quais os diálogos possíveis entre as filosofias de Leibniz e Descartes relacionados às questões da espiritualidade e da saúde mental?

30 de maio – Domingo – manhã (4 horas)

  • Kant – o delimitador – e o estabelecimento de limites para as expectativas que são depositadas na capacidade racional de entender e explicar o mundo.
  • A diferença entre o que é sentido e o que é percebido.
  • A cumplicidade limitadora do experimentador em relação à experiência, e a capacidade de duvidar de sua força de convencimento.
  • Nietzsche – o disruptivo – e a quebra brusca das amarras entre o ser e peso que lhe foi atribuído sob a forma de papéis impostos e expectativas socioculturais.
  • Transitando do peso da repetição do mesmo para a leveza espiritual de, no ciclo cotidiano, conquistar o “retorno do diferente” a cada iteração como instrumento de saúde mental e liberdade existencial.
  • Quais os diálogos possíveis entre as filosofias de Kant e Nietzsche relacionados às questões da espiritualidade e da saúde mental?
  • Propostas filosóficas e práticas sobre como lidar com pacientes a respeito de experiências e narrativas envolvendo fenômenos considerados anômalos pela Ciência, como aqueles de cunho paranormal e/ou espiritual.

Módulo 6
Intuição, inventividade e o cuidar de si: perspectivas de saúde mental e espiritualidade.

  • datas: 26 e 27 de junho
  • formato: online (com possibilidade de ser presencial)
  • ministrante: Profa. Dra. Ana Maria Haddad Baptista

26 de junho – Sábado – manhã (04 horas)
Apresentação analítica das paixões na esteira de Spinoza e Deleuze destacando e refletindo a importância das paixões alegres para a saúde mental e espiritual. Análise de algumas questões importantes que dizem respeito a exigências contemporâneas da felicidade imediata colocando em risco a saúde mental. Discutir em que medida as paixões alegres podem interferir nos processos de criatividade em diversas dimensões. Refletir sobre os novos modelos de subjetividade que se apresentam na contemporaneidade. A importância do conhecimento e compreensão de si por meio de reflexões das memórias e diários de Jung.

27 de junho – Domingo – manhã (4 horas)
A necessidade de uma estética da solidão para a espiritualidade contemporânea. Leitura e análise de fragmentos da literatura de Marco Lucchesi enquanto um diálogo interdisciplinar, estético, intersubjetivo e espiritualista entre Oriente e o Ocidente, destacando outras formas de apreensão cultural que envolvem reflexões sobre a saúde mental, assim como outras formas de existência. Leitura de algumas cartas de Nietzsche no que se refere a exigências da solidão para o exercício do pensamento. Leitura e análise de um texto de Beckett, centrada em Proust, a respeito do amor, do ciúme, à luz da saúde mental, assim como da importância das artes e da literatura para as linhas de fuga que poderão conduzir o ser humano a um caminho com cintilações de intersubjetividade.

One Reply to “Curso – Espiritualidade e Saúde Mental em diálogos com Filosofia, Literatura e Ciência”

  1. Que tema magnifico e atual!!! Que time de competentes profissionais foram reunidos para ministra-lo!!!
    Ja estou me inscrevendo!
    Parabéns a todos pela iniciativa de sua organização e muito sucesso em sua realização!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *